31 de dez de 2010

Capitúlo XVIII

12 Horas

Não tardou muito para que Zeus descobrisse o motivo de tal paixão repentina de Apolo. Ele foi até Afrodite e a perguntou.
-Afrodite, onde está seu filho? onde está o cupido?
Afrodite sem entender o respondeu.
-Ele estava nos arredores do Olimpo, treinando sua pontaria.
Zeus da as costas e segue em frente. Chegando próximo as vinhas de Dionísio ele encontra o cupido que estava rindo bastante.
-Porque está rindo Cupido? - Gritou Zeus.
-Não, não é nada grande Zeus, só estava lembrando de alguns momentos engraçados.
respondeu o cupido.
Se aproximando de Cupido, Zeus o segura pelos cabelos e o levanta.
-Seu miserável deus de classe baixa, porque fez aquilo com Apolo?
Perguntava Zeus enquanto o cupido se debatia tentando se soltar.
-Ele me tratou como um nada, eu o orgulhoso filho de Afrodite nunca me deixaria ser humilhado de tal forma.
Respondeu o cupido que segurava a dor.
largando o no chão Zeus o fez mais uma pergunta.
-Eu sei que aquilo foi efeito de uma das suas flechas, mas como parar esse efeito?
-Para que o efeito seja cortado a mulher deve morrer, mas com um porém.
Disse o cupido.
-Qual?
Perguntou Zeus.
-A mulher só pode ser morta daqui a 12 horas, quando o efeito da flecha se espalhar totalmente pelo corpo de Apolo. Só assim o efeito da flecha pode ser cortado totalmente.
Zeus então sai da presença de Cupido e segue até o centro do Olimpo.
Ao anoitecer, quando todos os grandes deuses dormiam, Zeus pediu a uma de suas servas parar que os chamassem para uma reunião, exceto Apolo.
Então todos se reuniram no salão principal.
-Mas porque infernos eu tive meu sono interrompido?
Exclamava Ares.
-Acalmes se Ares, logo você irá entender, é só ficar quieto.
Disse Zeus.
-Da trabalho manter esta beleza sabia?
Sussurrava Afrodite.
-Recentemente muitas almas foram para o inferno, eu tenho muito trabalho Zeus, se tem algo a dizer que seja breve.
Gritou Hades.
Zeus então gritou.
-CALEM-SE - E o som de centenas de trovões tomou o céu.
Todos então ficaram quietos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário