15 de nov de 2012

Capitúlo VIII

Brincadeira


-Ha...Hades.- Dizia um dos moradores ainda mais apavorado.
-O filho do Deus do mundo dos mortos, Hades, agora entendo o porque dele não morrer.- Falava Quiron bem baixo para si.
-Huhuhu... agora entendem que é impossível me matar. Vocês vinheram de encontro a morte. - Dizia Regulos muito confiante sobre si.
-Não interessa de que você é filho, o que interessa é que não deixaremos você viver mais. Falou Quiron com um tom de fúria.
-Assim como meu pai eu tenho controle sobre a morte. O que meros mortais iriam fazer comigo?- Falava Regulos que não conseguia segurar seu sorriso.
-Porque acha que nos matar purificaria o planeta? O que os Deuses querem?- Falava um morador indignado.
-HAHAHAHAHAHAHA... - Ria de forma incessante.
Após parar de rir e recuperar seu fôlego disse Regulos. - Purificar?...- Que piada, tudo que desejo é me divertir.-
-Co...como os Deuses foram permitir tal ato?- Pensava Quiron em voz alta.
-A terra foi deixada de em nossas mãos, o que fazemos ou deixamos de fazer não tem nada haver com nossos pais.- Falava  Regulos de forma fria.
-Essa conversa está muito entediante. Porque não nos divertimos um pouco? huhuhu.- Falava Regulos Sadicamente.
-Quem vai ser o próximo?... Não! venha todos de uma vez, será mais divertido assim.
Não zombe de nós!- Gritou um dos moradores que foi pra cima de Regulos com uma pequena machadinha de dois gumes.
Antes que pudesse acertar o Semideus, ele para de correr como se não pudesse mais mexer as pernas. Então olha para baixo e vê sob seus pés uma grande mancha negra, a qual saia duas mãos que aparentavam ser apenas pele e osso. Ela segurava os pés do morador que assustado disse. - M...Mas o que é isto?-
logo após terminar de falar, as mãos puxaram  o morador para dentro da mancha negra que logo após se fechou.
-P... para onde ele foi?- perguntou outro morador.
-Huhuhu... digamos que ele foi fazer uma pequena visita ao inferno, mas logo ele irá voltar. - Falou Regulos que aparentava estar se divertindo muito com a situação.
Então, todos exceto Quiron correram em direção a Regulos.
Eles gritavam coisas do tipo "Seu maldito",  "Vamos matar você". Então uma macha negra ainda maior apareceu no chão em frente a todos que foram ao ataque. Dela surgiu alguns soldados de exercito espartano, mas um deles não pertencia ao grupo, era o morador que a pouco foi puxado pelos pés para o inferno. Sua aparência eram de pessoas com apenas pele e ossos, eles não falavam ou esboçavam sentimentos, e se possuíam algum estavam suprimidos.
-Apreciem meus escravos!- Gritava Regulos que não conseguia esconder a excitação.
-Mas o que está havendo?- Se perguntavam todos, que não conseguiam acreditar nas coisas que viam.
-Esse é meu exercito. O melhor, composto por verdadeiros espartanos. Vamos ver o quanto vão longe.- Disse Regulos com um olhar de prazer.
Então Regulos diz. - Se preparam soldados, é agora que a brincadeira realmente começa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário